Treino de Agilidade

A “agilidade” vem sendo utilizada como uma ferramenta de treino para a melhora de velocidade, deslocamentos e mudança de direção, portanto é importante destacar que a desaceleração também faz parte do processo do treino de agilidade. A desaceleração pode ser empregada quando fazemos uma curva (exemplo: uma volta ao redor de um cone), ou quando determinamos um ponto de chegada e solicitamos ao corredor que diminua sua velocidade ao chegar no ponto de destino. Agilidade é uma habilidade neural que é desenvolvida ao longo do tempo com muitas repetições. A agilidade pode ser vista como uma qualidade física que permite mudar a posição do corpo (no espaço) no menor tempo possível. Ela é fundamental na prática de esportes e na vida de todos. Existe uma tendência de associar a agilidade a velocidade, porém não existe uma relação direta ou significativa entre os dois componentes. No desporto, sua origem, juntamente com a força e a resistência, a agilidade é uma modalidade necessária, como no futebol, no caso dos dribles, ou das acrobacias, no caso das lutas como o boxe tailandês e a ginástica artística. A capacidade do corpo se deslocar no espaço o mais rápido possível deve ser desenvolvida através de treinos com uma determinada adaptação e especificidade, caso contrário, o treino desta variável não será eficaz, apesar de eficiente ☹ Se deslocar em diferentes direções mudando o centro da gravidade sem perder sequer o equilíbrio nem a coordenação é o maior desafio neste trabalho. Estimular a agilidade através dos esportes como: basquete, boxe, vôlei e nas atividades recreativas (pega-pega, queimada e rouba bandeira) são formas prazerosas e divertidas, pois o praticante realiza uma série de movimentos rápidos e diferentes, com o objetivo de alcançar uma determinada meta. Uma atenção ao condicionamento de seu aluno e a capacidade dele. Uma avaliação do equilíbrio, da força de membros inferiores e da capacidade de contato dos pés com o chão devem ser verificadas antes de iniciar o treino com cones, escadinhas e bambolês. Especificamente sobre a agilidade há diversos testes para se medir o potencial do indivíduo em relação a esta capacidade. Teste-T, Teste Zig-Zag, Teste 505 e Teste Illinois são os comumente usados, apesar de haver discussões na literatura quanto a real finalidade de cada teste, sendo que uns analisam a velocidade máxima e outros a aceleração na fase de mudança de direção. Fica a dica 😊

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *